Unikart vence o maior evento de kart do sul do Brasil

O maior evento da história da RA RACING foi realizado no último dia 12 de dezembro, com 6h de kart, 40 equipes e mais de 200 pilotos, vindos de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Sergipe, São Paulo e Bahia.

Os treinos livres começaram na sexta-feira e continuaram no sábado pela manhã. A volta de apresentação teve a homenagem ao Parque Beto Carrero World com a participação do campeão brasileiro de drift, Marcio Kabeça. O grid foi organizado no estilo Le mans, trazendo mais emoção para a largada.

A prova começou sendo dominada pelo kart da equipe CKGA, logo após o kart 13 da Full Kart 1 assumiu a ponta, que com uma hora de prova, tinha na segunda posição o kart 16 da Engelmann 77/RA 1, seguido pelo kart 34 da DC Racing Team 2. O quarto colocado era o kart 18, da Engelmann 77/RA 3. O quinto era o kart numeral 17, também da Engelmann 77/RA 2. Na sexta posição aparecia o kart 22 da Speed Kart Series 2. As equipes campeãs dos Endurance em 2015, ocuparam quatro das seis primeiras posições.

Com 2 horas de prova a liderança era do kart 8 da Unikart 1, seguido pelo kart 13 da Full Kart 1 que continuou alternando a liderança da prova. Os Karts da Engelmann 77/RA estava em terceiro, quarto e quinto, mantendo o jogo de equipe em busca da vitória, na sexta posição estava o kart 11 da Unikart 4.

A noite caiu com 3 horas de prova e aproximadamente 138 voltas disputadas, a liderança no momento era do kart 13 da Full Kart, com os karts da Engelmann 77/RA mantendo-se na frente com o kart 17 em segundo, kart 18 em terceiro e o 16 em sexto. Na quarta posição estava o kart 11 da Unikart e o quinto era o kart 22 da Speed Kart Series. Durante as seis horas de prova as equipes eram obrigadas e realizar cinco voltas de 5 minutos e uma volta de 6 minutos, para isso tinham que entrar nos boxes para fazer troca de karts e pilotos.

Com 4 horas de prova, as 22 horas da noite, a liderança do maior Endurance da história da RA RACING continuava com o kart 13 da Full Kart, e o kart 16 da Engelmann estava em segundo, o terceiro era o número 22 da Speed Kart Series, na frente de outros dois karts da Engelmann, o 17 e o 18. Na sexta posição aparecia o kart 8 da Unikart.

Quando o cronômetro marcou cinco horas de prova, o líder da prova estava com 231 voltas completadas, era o kart 18 da Engelmann, a equipe sempre com karts entre os seis primeiros desde o primeiro minuto de prova, a segunda posição estava o kart 8 na Unikart, que vinha em uma crescente na prova e com ótima estratégia de paradas. O kart 13 da Full Kart era o terceiro no momento e tinha liderado o maior número de voltas até então. O kart 16 da Engelmann estava em quarto e o kart 11 da Unikart em quinto, o kart 12 da equipe Guidi/Leite aparecia na sexta posição.

Na última hora de prova, a disputa se concentrou nas estratégias de boxes. Na volta 250 o kart 8 da Unikart fez sua última parada, antes de seus concorrentes diretos, voltando para pista na quinta posição. Na volta 255 pararam os kart 17 da Engelmann e o 38 do Velopark, que estavam em terceiro e quarto lugares. Duas voltas depois o kart 22 da Speed Kart Series foi para o box, quando era o segundo lugar, e o kart 12 de Guidi/Leite sofreu uma quebra, dando adeus a uma briga pelo pódio. Na volta 259 foi a vez o líder parar, o kart 16 da Engelmann e assim o kart 8 a Unikart assumiu a liderança da prova.

Entre as voltas 260 a 286 o kart 8 da Unikart manteve a distancia para o segundo colocado, assim tornando-se o terceiro campeão diferente no ano, e levando Joinville a mais um título no Endurance. A segunda posição ficou com o kart 18 da Engelmann /RA, com os karts 17 e 16 a Engelmann ainda foi terceira e quarta colocada. Na quinta posição chegou o kart 22 da Speed Kart Series e o sexto colocado fechando o pódio, foi o kart 38 do Velopark.

Na sétima posição ficou o kart 13 da Full Kart, que teve o maior número de voltas lideradas, a oitava posição foi o kart 31 da Old Masters. Na nona posição ficou a Alligator’s Arm, que conquistou o prêmio de equipe destaque, por ter o maior peso médio entre os 10 primeiros. Na décima posição chegou o kart 1 da Força Livre Kart Racing. A melhor volta do evento foi o kart 7 da NP Top Racing Team, pilotado por Eduardo Schmidt com o tempo de 1:07:900, a equipe terminou na 20ª posição.

Para um evento desta magnitude ser realizado, foi preciso o apoio do Kartódromo Internacional Beto Carrero, Vroom kart Brasil, J6 Webstore, Hantei Engenharia, Divisão Forros, STL Empreiteira, Stein Auto Elétrica, Troféu Prime, Prime Eventos, Pontual Audiovisual, Stock Parts HONDA e S&S Negócios Imobiliários.

A RA RACING encerra 2015 com sensação de dever cumprido, dando o esforça máximo para a realização do maior evento de kart amador do Sul do País.

Por Alan Aguiar

Galeria

Vídeos

Destaque