-->
News

RA Racing corre no Braço Duro em Joinville


O piloto Renê Oliveira participou no dia 31 de março de uma etapa do campeonato Braço Duro, no kartódromo de Joinville, norte do estado de Santa Catarina. Em entrevista exclusiva ao site do RA Racing, Renê nos contou como foi a prova e a emoção em correr com kart mais rápido do que os convencionais modelos de 2012 do RA Racing.

“Cheguei às 13 horas em Joinville, tempo fechado e pista molhada. Fizemos um briefing com 40 pilotos, por falta de pilotos na FK2 light, queriam me colocar na FK1, porém pedi pra correr na FK2.
Após o briefing nós colocamos os equipamentos e descemos para os boxes. Eles devem ter entorno de 40 a 50 karts a disposição da pista.

Todos os karts enfileirados, fomos para a pesagem, balança "a lá" F1, após a pesagem todos os pilotos colocaram os lastros em seus karts. Verificamos os karts, pneus, pedais, etc.
Após todos esses tramites sentamos nos karts e aguardamos a liberação, o calor dentro do macacão era muito grande!”

O Braço Duro é um campeonato com história na região, tendo pilotos de vários estados, são 3 categorias, a FK2 Light são para piloto com pouca experiência, os novatos, já a FK2 e FK1 são as categorias principais, sendo a FK1 a mais forte.

Agora Renê nos conta como foi a emoção da prova, acompanhe:

“A classificação foi muito difícil, como não conhecia a pista, foi complicado achar o ponto de frenagem em uma das curvas do traçado, com a chuva, ficava mais complicado de encontrar o momento certo para começar a frear.
A pista tem diversos pontos de ultrapassagem, muitos mesmo, muito veloz a pista, uma reta muito grande e ao final dela existe uma curva de alta.
Tive uma classificação muito ruim, acabei ficando em 15º de 20 pilotos no grid. É uma sensação incrível ver tantos karts parados esperando a largada, foi dada a largada, já na primeira curva passei 3 karts que se embolaram, porém no final da curva seguinte eu estava fazendo a curva de forma limpa e o Leandro perdeu a freada e meu jogou pra fora da pista, até voltar me vi em ultimo lugar. A chuva já havia parado, com isso a pista foi ficando mais rápida, consegui passar vários karts, um dos pilotos a minha frente abandou por problemas mecânicos, todas as brigas eram difíceis, você passava e o cara tentava te passar na próxima curva. Todas as manobras tinham que ser pensadas uma ou duas curvas antes.

Fiz ótimas ultrapassagens, a que deu mais trabalho foi uma que andei lado a lado com o outro piloto até a curva de maior velocidade que tem uma zebra muito alta, fui até o limite pra ver se ele ou eu iria desistir, ele desistiu, fiz a curva por dentro e levei a oitava posição, terminei a corrida em oitavo, acredito que tenha sido uma posição digna e de bom tamanho levando em consideração os problemas.”

O piloto 3 vezes campeão do RA Racing fez suas considerações sobre o campeonato para 2012, “Acredito que nosso campeonato pode sim ter uma estrutura semelhante a deles, porém no campeonato de Joinville o número de pilotos que são amigos é muito pequeno em consideração ao nosso.”.

0 comentários: