2012 ETP 04 - Prova agitada

No ultimo sábado, dia 14, foi realizado em Indaial a 4ª etapa do campeonato de kart amador RA Racing. Desta vez a previsão do tempo era favorável aos pilotos, o único, e forte desafio era o frio, esse não deu trégua levando a sensação termina para a casa dos 2° na hora da corrida.

Com o grid estabelecido pelo sistema criado exclusivamente para o campeonato, os pilotos favoritos ao título largaram no final do pelotão, porém o atual campeão largava em primeiro lugar, Ari Pereira era o grande favorito a vitória. Logo na primeira curva, Alan Aguiar, piloto da Mídia Kart Team rodou sozinho por causa dos pneus ainda frios e a pouca visibilidade, o piloto reclamou da sua viseira.

Na sequência Rafael Barni tocou em Irineu Dalló logo na saída da segunda curva, o piloto de Joaçaba ficou ao contrário na pista esperando auxílio dos fiscais de prova, ainda na primeira volta o piloto Nardi Arruda tocou em Adriano Silveira, assim totalizando dois incidentes na primeira volta.

Ari Pereira abriu vantagem seguido por Juliano Santos, mais no meio do pelotão Renê Oliveira e Bruno Boehm iam abrindo caminho, até se aproximarem de Juliano Santos. Rafael Barni e Alecsandro Böhm buscavam não se afastar dos 5 primeiros, mantendo boas posições. Ridye Rinaldi que fazia sua estreia teve seu kart quebrado ao fechar Rafael Barni na entrada da reta oposta, R. Barni manteve ótimo ritmo, assim passou como uma patrola sobre o kart de Rinaldi. Ari Pereira estava fazendo ótima corrida, dono absoluto da primeira posição, porém na volta 9 acabou errando e rodou, assim cedeu a posição para Juliano Santos.

O meio da corrida foi o ponto mais tenso da prova, na volta 10, Juliano Santos que liderava a corrida acabou perdendo a traseira de seu kart e também a primeira e segunda colocação para Renê Oliveira e Bruno Boehm, respectivamente. Logo em seguida Bruno Boehm toca na traseira do kart de Renê Oliveira, que era o primeiro colocado no momento, o eixo traseiro do kart quebrou e o líder do campeonato abandonou a prova na volta 10.

Bruno assumiu a ponta e abriu vantagem, com o kart mais rápido da noite, ele não foi incomodado até a bandeirada final. No final do pelotão Alan Aguiar e o estreante Renato Casarin brigavam pela 10ª posição, mas Renato não conseguiu a ultrapassagem. Irineu Dalló não conseguiu a recuperação desejada, terminando a prova apenas na 9ª colocação, pior posição do ano. Adésio Mathies, vencedor da 3ª etapa, fez uma prova apagada, com uma rodada que o fez perder muito tempo, não avançou além da 8ª posição.

A etapa também foi marcada por varias brigas e acidentes, Juliano Santos rodou sozinho no miolo do circuito e acabou sendo atingido por Rafael Barni, porém os dois pilotos voltaram para a pista, mas foram ultrapassados por Alecsandro Böhm.

Por advento os diversos toques que aconteceram na prova, uma comissão foi formada para analisar se houve alguma irregularidade.

Veja o parecer dos comissários na integra.

INCIDENTE 01 - ETP 4 - PENALIDADE
Envolvidos: Rafael Barni / Irineu Dalló
“Após analise dos vídeos, a comissão entendeu que o piloto Rafael Barni não foi culpado pelo toque no kart do piloto Irineu A. Dalló, sendo este um acidente sem punição”
Resultado do parecer: Sem punição

INCIDENTE 02 - ETP 4 - PENALIDADE
Envolvidos: Nardi Arruda / Adriano Silveira
“Após analise dos vídeos, a comissão entendeu que o piloto Nardi Arruda foi culpado pelo toque no kart do piloto Adriano Silveira, sendo este um acidente com punição, baseando-se no Artigo 10, § 8°.”
Resultado do parecer: punição de 15 segundos no tempo total de prova ao piloto Nardi Arruda.

INCIDENTE 03 - ETP 4 - PENALIDADE
Envolvidos: Bruno Boehm / Renê Oliveira
“Após analise dos vídeos, a comissão entendeu que o piloto Bruno Boehm foi culpado pelo toque no kart do piloto Renê Oliveira, sendo este um acidente com punição, baseando-se no Artigo 10, , § 8°, com o agravante do § 9°.”
Resultado do parecer: punição de 20 segundos no tempo total de prova ao piloto Renê Oliveira.

INCIDENTE 04 - ETP 4 - PENALIDADE
Envolvidos: Juliano Santos / Irineu Dalló
“Após analise dos vídeos, a comissão entendeu que o piloto Juliano Santos não foi culpado pelo toque no kart do piloto Irineu A. Dalló, sendo este um acidente sem punição”
Resultado do parecer: Sem punição

Com essas punições a classificação final da prova sofreu alterações. Alecsandro Böhm que fez uma prova limpa sem nenhum incidente, herdou a primeira posição, já Bruno Boehm caiu para a 4ª posição. Nardi Arruda caiu da 5ª posição para o 7º lugar. Com isso Ari Pereira terminou a prova em 5ª lugar e Adriano Silveira em 6º.

A próxima etapa vai acontecer no dia 30 de setembro. O resultado detalhado já está disponível no site.

Por Alan Aguiar.

Galeria

Vídeos

Destaque